Entenda como funciona o sistema de Cerca Elétrica!

A cerca elétrica é o mais avançado sistema de proteção para residências, indústrias, sítios, etc.

Ela impede que o ladrão adentre ao local, o que não acontece com os outros sistemas de proteção que só entram em funcionamento quando o mesmo já esta dentro da propriedade.

Com a crescente onda de assaltos e arrombamentos, nestes últimos anos temos assistido uma vertiginosa evolução dos sistemas de segurança.

Abriu-se um leque de opções de dispositivos que antes se restringiam apenas a grandes empresas e que agora estão ao alcance do cidadão comum.

Choque inibidor - Porém, deste leque de opções, nenhum se iguala aos "sensores perimetrais com choque de efeito psicológico" em sua capacidade de inibir invasões e, infelizmente, provocar polêmicas.

O invasor recebe um pulso de alta tensão (8.000 Volts), porém baixíssima corrente (0,002 Ampéres), que provoca um tremendo susto, sem no entanto causar riscos nem mesmo a uma criança.

Preconceito - Portanto, poucas pessoas sabem que estes sensores pulsativos são inofensivos.

Isto se deve ao fato destes sensores serem confundidos com as chamadas "cercas elétricas" ou com aberrações produzidas por pessoas irresponsáveis que utilizam a energia elétrica da rede pública direto sobre arames.

Na verdade, desde que usado com acessórios tecnicamente corretos, sem improvisações e obedecendo as recomendações dos fabricantes, não tem contra indicações, por ser inofensivo às pessoas e aos animais" (CESP - memorando interno N. DCE 025/89 de 03/03/89).

Normas Técnicas - A Confi'Hastes fábricante e distribuidora de hastes e acessórios para cerca elétrica baseado em normas publicadas na I.E.C. (International Eletrotechnical Comission) entre 1989 e 1990, e está em conformidade com outras normas, como as francesas NFC. 15-140 e NFC. 78-200.


Porque é tão importante ter o sistema de cerca elétrica.

O sistema de Cerca Elétrica Pulsativo impede de, o invasor, pular o muro de sua propriedade.
Nenhum sistema de proteção se iguala aos "sensores perimetrais com choque de efeito psicológico" em sua capacidade de inibir invasões, pois o sistema pode ser visto à distância.

Estes sensores se constituem de finíssimos fios de aço inox de alto brilho, sustentados por barras de alumínio com isolantes de poliéster e instalados sob muros e portões. Se um destes fios for rompido, ou quando o sensor é tocado por um determinado período, uma sirene dispara e como opção, também podem ser acionados holofotes, discadora telefônicas de aviso e até um sistema de alerta silencioso para alguma empresa de vigilância (monitoramento) que poderá enviar uma viatura imediatamente ao local.

Como fator inibidor, este sistema conta ainda com um ingrediente especial:
O invasor recebe um pulso de alta tensão (entre 8.000 à 11.000 Volts dependendo do modelo do aparelho), porém de baixíssima corrente (ampéres), que provoca um tremendo susto, dependendo do modelo, deixando as mãos do invasor dormentes pôr alguns minutos.

Seguindo as normas técnicas internacionais, para fazer uma instalação adequada ao local e usando os materiais indicados por nossos técnicos, esse sistema não oferece nenhum perigo aos moradores.

Entre essas normas técnicas, estão alguns detalhes muito importantes, tais como:

- O choque descarregado ao invasor ser do tipo pulsativo, ou seja, deve ser aplicado a cada 1,2 segundos e deve durar apenas 1 milésimo de segundo, isso faz com que a descarga elétrica dê um "tranco" bem desagradável no invasor, porém não o "gruda nos arames" e não é mortal.

Outro dado importante é que as normas aconselham a instalação em muros de altura igual ou superior a 2 metros , evitando assim acidentes com pessoas que passam ao lado do muro, somente quem subi-lo é que provavelmente está tentando invadir o local deve sofrer as consequências das descargas elétricas da cerca.

Portanto, jamais deve se instalar uma cerca eletrificada em muros com menos de 2 metros de altura!


Dicas importantes para instalar e usar corretamente seu sistema.

Dicas importantes sobre a instalação:

Como se precaver para saber se o equipamento instalado foi corretamente projetado, não trazendo riscos e futuras dores de cabeça?

Os seguintes passos devem ser seguidos:
Procure contratar empresas registradas no C.R.E.A. (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura) é uma garantia de que a responsabilidade técnica estará sobre a empresa instaladora e não sobre o condomínio ou proprietário do imóvel.

Se a empresa ainda nâo for registrada no C.R.E.A verifique a experiência e idoneidade dessa empresa, checando pessoalmente serviços já executados e de preferência feitos a mais de um ano.

coloque as placas de aviso: "Atenção! cuidado : cerca eletrificada" isso também ajuda a inibir as tentativas de invasão além de avisar aos mais distraídos, essas placas devem ser instaladas próximas à cerca, ou nela, em intervalos regulares.

Importante: escolha um modelo de eletrificador adequado à distância da cerca, existem modelos com distância máxima entre 300 à 1500 metros lineares, no caso da cerca ser maior, deve se instalar outros eletrificadores em intervalos de preferência iguais, exemplo : de 300 em 300 metros , etc.

Os aparelhos devem ficar numa altura em que crianças não tenham acesso, pelo menos a 1,50 metros do chão, protegidos em caixas também de fibra de vidro ou plásticas.

No caso de você mesmo executar a instalação, siga corretamente as instruções do "manual de instalação" que deve acompanhar o aparelho.

Em caso de dúvida entre em contato, estaremos à disposição para ajuda-lo a tirar qualquer dúvida!